Meu Querido Catavento

Coletivo Trippé (BA)

Duração: 50 min

Classificação indicativa: todas as idades

Três pequenos, mas gigantes, criam e recriam a lógica dos significados. Nesse espetáculo, tudo pode, deve e quer, ser tudo. Panelas são capacetes, caixas são balões e até as sacolas ganham vida. Ele é todo pensado como meio de propor às crianças uma alternativa às brincadeiras massificadas pelos eletrônicos, levando à cena diversos jogos que utilizam a imaginação como mola propulsora. Fazer com que os pequenos percebam o quanto são criativos e não dependem das tecnologias para acreditar nas magias, é o nosso modo de querer ser «mundo». Durante a apresentação, propomos também a interação constante entre público e plateia, fazendo das crianças o ponto chave da encenação, em

que elas podem se sentir parte do jogo. Nessa brincadeira, quanto mais coisas, usando menos apetrechos, melhor!

Direção: Adriano Alves | Concepção e coreografia: Wendell Britto e Adriano Alves | Elenco: Júlia Gondim, Adriano Alves e Wagner Damasceno | Preparação teatral: Raphaela de Paula | Iluminação: Carlos Tiago e Fernando Pereira | Figurinos:

Wendell Britto | Confecção de figurinos: Tia Nubis e Dona Euda | Cenário: Rafael Sisant e Adriano Alves | Maquiagem: Júlia Gondim | Execução de sonoplastia: Rafaedna Nubismara | Produção: Nilzete Miranda | Site: www.coletivotrippe.blogspot.com

Realização:

Parceria:

  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Youtube Preto